quarta-feira, 18 de julho de 2007

Sempre tem como ficar pior...

Todo dia o telefone toca. Assim, lá pelas 2 da tarde. E as falas são sempre as mesmas:

-"Falai cara, bora dar um rolezinho hoje?"
-"Demoro, to saindo daqui de casa agora.. umas 6hrs to aí no centro! Vlw!"

Aí já começa aquela correria. Junta moedinha pro busão - Puts, R$ 3,80 por dia no mínimo -, come às pressas, põe a roupa e pensa que tá esquecendo algo: "Porra, meu skaaaaaate!"... Daí quando abre o portão, o ônibus já tá passando. Ainda bem que ele parou, deu pra pegar.

Super-lotação. Tem que se sentar do lado daquele senhor gordo e um tanto quanto fedido, mas num tem jeito né. Ainda bem que tem um mp3 pra destrair. Só num sei se esse aparelho tão tecnológico é tão eficiente a ponto de te destrair por horas dentro do coletivo. Mas que seja...
Chegando no centro, não se vê ninguém no pico. Como sempre os filhadaputa tão atrasados. Beleza, que o periférico espere, já perdeu tanto tempo indo, o que são mais 20,30 minutos?

Algo está estranho... Tá ventando, tá ficando mais escuro...
...PORRA, TÁ CHOVENDO!!!!

Daria pra reclamar bastante disso tudo, mas ainda agradeço por não ter que pegar um avião da GOL, TAM ou outro qualquer pra ir andar de skate. haha

2 comentários:

Stuart disse...

hauhauhauhauhahauha
O "periférico" foi foda! Muito vítima esse muleque.
Filho da puta, você tinha que dar graças a Deus de poder estar andando com a gente. A gente te aceitou, isso já é ótimo... O mínimo que você pode fazer pra provar que você é merecedor desse prêmio é pagar essa grana e perder esse tempo...
Faz o seguinte: constrói uma mini aí no Vale que eu vou andar aí todo dia...

Fernanda disse...

hsuahsuia...texto bom,relata bem a vida em Petrópolis.

:*