terça-feira, 17 de julho de 2007

Não é só aqui que a polícia "exagera" na dose...

No último dia 21 de junho, dia mundialmente conhecido como Go Skateboarding Day (espécie de dia/protesto onde são promovidos diversos eventos visando incentivar os skatistas do mundo todo a largarem o que estão fazendo pra ir andar de skate), um policial da cidade de Hot Springs, no estado americano de Arkansas, agiu de forma não muito delicada ao prender alguns menores skatistas que estavam andando de skate na rua. E talvez a estória não tivesse ganhado a proporção que tomou se não tivesse sido filmada e publicada no Youtube. Mas foi. Pra nós, skatistas vagabundos brasileiros, as imagens não chegam muito a chocar, porque a gente tá acostumado e tomar duras sinistrímas dos "homi", mas pros americanos causou um certo burburinho. Diversos sites, marcas famosas e pessoas ligadas ao skate protestaram contra a brutalidade do policial motherfucker, que chegou a ser afastado da polícia devido ao fato (mas que voltou à ativa em poucos dias), enquanto outros bons cidadãos americanos prestaram condolências e apoiaram a atitude do policial, dizendo que "ele estava apenas fazendo seu trabalho" e "o fato dos skatistas serem menores não os livra da culpa de estarem agindo contra a lei".
Realmente, os EUA é um país conhecido por ser um "Estado policial", tendo uma das polícias mais agressivas do mundo. A repressão por lá é grande e dá a impressão de falta de liberdade aos cidadãos, mas que por outro lado não dá muito espaço à impunidade, como ocorre aqui. Prós e contras à parte, realmente o policial exagerou na dose e agiu de um forma que poderia ter sido evitada.
Dá um confere no vídeo disponibilizado no Youtube e tire suas próprias conclusões.

http://www.youtube.com/watch?v=EH6AYVn2yw4

Ah, já ia esquecendo de uma frase conhecida por nós mas que cada dia mais é esquecida pela sociedade de merda que nos cerca:
SKATEBOARD IS NOT A CRIME!

*Logo após a postagem desse artigo, nosso amigo Sidão mandou o link de um episódio parecido, só que no Brasil. Assista e compare!!!
http://wmediactbc.uai.com.br/uaimidia/200707D0925485984.wmv
E ele ainda mandou a real, já comentando 2 artigos de uma só vez: SKATE NÃO É ESPORTE, É CRIME!!!

4 comentários:

Sidney disse...

http://wmediactbc.uai.com.br/uaimidia/200707D0925485984.wmv

versão brasileira

Campagnoli disse...

Around the world. Tá foda!

claudema disse...

vei, nun é só nos EUA que isso ocorre, ja apanhei muito por eu estar cometendo o "crime",de andar de skate. nun da nada, só apanhei, mais assim que os homi sairam, continuei a andar. rsrsrsrsrs. SKATE IS NOT CRIME!

Anônimo disse...

ola camaradas.
Aqui em Soledade- Rs o caso não é diferente, existe repressão, porém não haverá ação sem reação.

Skate não é crime

Já faz algum tempo que não ando de skate, porém continuo um admirador desse esporte que surgiu na Califórnia, no início de 1960 e se difundiu pelo planeta. No Brasil o Skate já é o 7º esporte mais praticado, com aproximadamente 2,7 milhões de adeptos (http://lista10.org/miscelanea/os-10-esportes-mais-praticados-no-brasil/). A prática do skate não necessita de grandes estruturas como outros esportes, pois a criatividade dos esportistas é o limite para a criação das manobras e não o espaço físico. Com um caixote, um corrimão para deslizar e algum espaço plano ( calçada ou mesmo a via pública ) já seria possível a prática, mas poder-se-ia praticá-lo tendo somente um espaço plano, sem outra estrutura.

Em nossa cidade podíamos observar o grande número de praticantes do skate, nos bairros e no centro, porém, hoje, existem restrições para a prática do esporte. Devido ao aumento do trânsito e a insegurança ocasionada por tal, restringiu-se o espaço a um único local, que embora tenham alguma estrutura, se torna demasiado longe para que os praticantes se desloquem dos bairros e do centro até a pista. Também deve-se observar que os praticantes do skate iniciam-se muito cedo no esporte ( vemos skatistas a partir dos 5 ou 6 anos de idade ), e torna-se preocupante o fato do local destinado ficar longe demais dos locais onde moram os praticantes, ser quase isolado do resto da cidade, não possuir um banheiro público e ter um único ponto de água. Nota-se ainda, que existe uma repressão por parte do poder público, uma vez que as autoridades tem a orientação de apreender os skates de quem for encontrado andando em uma via pública, tornando caso de polícia o fato de um cidadão praticar um esporte. Essa é uma ação desproporcional, visto que não existe ação para a construção de novos espaços para o esporte, o que poderia ser feito sem grandes despesas, pois como já dissemos a liberdade criativa alhada a técnica são os elementos principais no esporte. Os espaços públicos já existentes em nossos bairros, praças e parque, podem suprir a demanda com pequenas adaptações e praticamente sem custo para o poder publico, tornando possível que os praticantes tenham locais acessíveis nas suas comunidades.

Se a justificativa usada para coibir o skate nas ruas é a segurança do skatista, não será em um local isolado do resto da cidade que a encontraremos.

Por mais locais para a pratica do skate.

Skate não é crime.



Lúcio Dias